Por Letícia Sudan

O número de focos de queimadas em Minas Gerais, nos primeiros meses de 2020, estiveram mais baixos em relação ao mesmo período do ano passado. Entretanto, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, no último mês foram registrados 2.404 focos de incêndios no estado, o que corresponde a 355 focos a mais do que outubro do ano passado. 

No início de outubro, um incêndio em uma mata no bairro Buritis, localizado na Região Oeste de Belo Horizonte, atingiu o bar “Deu Praia BH” e chocou muitos clientes e funcionários que estavam no local na hora do ocorrido.  Por isso, é necessário estar sempre atento aos focos de incêndio, sejam intencionais ou não, para que não aconteçam grandes consequências.

Ao falar das inúmeras consequências que as queimadas trazem, é importante citarmos sobre os prejuízos para a flora e fauna. Um deles é a redução da biodiversidade, já que o fogo tira o habitat natural, ou seja, local em que as espécies vivem e desenvolvem-se. Já na saúde humana, a piora na qualidade do ar, devido à fumaça que os incêndios liberam, causa problemas respiratórios, e o aumento da concentração de dióxido de carbono – CO2 , na atmosfera, causa grandes alterações climáticas.  

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o Brasil é o país com a maior biodiversidade do planeta. Seus biomas: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal, contabilizam 20% do número total de espécies da Terra, são reconhecidos 49.168 espécies de plantas e 117.096 espécies de animais. 

Dados divulgados recentemente pelo IBGE, da pesquisa Contas de Ecossistemas, mostram que o Brasil tem 3.299 espécies da fauna e da flora ameaçadas de extinção, o que representa 19,8% do total de 16.645 espécies avaliadas. E entre os grandes culpados dessa ameaça, estão as queimadas e os incêndios florestais.

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE QUEIMADAS NO BRASIL

Para informar mais sobre o histórico de queimadas no Brasil, as consequências para fauna, flora, saúde humana e economia, a CACAU – Comunidade de Aprendizagem em Comunicação e Audiovisual do Centro Universitário de Belo Horizonte – UniBH, lançou uma série de podcasts chamada Brasil em Chamas. Confira abaixo: