Por André Zorzin e Ney Felipe

É de senso comum que as obras, em casa ou na cidade, sempre geram transtornos e é preciso ter paciência.

Porém, o recapeamento da avenida Mário Werneck tem passado dos limites para alguns moradores da região. Embora as rotas de desvios tenham sinalizadas para que o trânsito não fosse interrompido, as ruas do entorno estão sofrendo com o tráfego intenso e inesperado.

Com o aumento do número de veículos trafegando nestas vias, o asfalto já começa a se deteorar. Crateras tomaram conta dessas ruas, trazendo dor de cabeça para moradores e motoristas.

Com o transtorno gerado, os moradores começaram a reclamar nas redes sociais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O morador Ronan Emediato cobra um posicionamento dos órgãos reponsáveis.

Está comprometendo muito a rua Teresa Mota Valadares e a rua Washington Walfrido. A obra da Mário Werneck está complicando o trânsito da região e comprometendo o asfalto das ruas para qual desviaram o trânsito. Eu queria um posicionamento da BHtrans quanto a isso. ” disse Ronan.

ABB

Segundo o site da Associação do Bairro Buritis (ABB), nos dias 20, 21 e 22 de abril, a Prefeitura fará o recapeamento do asfalto no trecho do desvio da obra pela Rua Tereza Mota Valadares. Por isso, a rua será exclusivamente, mão única, sem estacionamento.

O sistema de recapeamento usado na via será de um sentido por vez. O desvio devido a obra continuará mas em meia pista.

Nota

Em resposta, a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) informa que, após a conclusão do recapeamento da Avenida Mário Werneck, todas as vias que serviram de desvio serão recuperadas.