Por André Zorzin e Raphael Domingues

As figurinhas da Copa do Mundo 2018 viraram febre desde o dia que as vendas iniciaram, em meados de março. Embora existam alguns pontos físicos como praças e escolas para a troca, muita gente acaba recorrendo ao ambiente online para trocas, compra e venda de figurinhas.

Figurinhas colecionáveis Copa 2018 (Foto: André Zorzin)

No Buritis, o Armazém 44, bar que já inovou com uso de containers, agora possui um ponto

de troca de figurinhas, conhecido como Clube da Troca.

Apaixonado por futebol desde criança, o dono do bar, Cézar Vouguinha, coleciona álbuns, desde 1994, e camisas de futebol desde 1998. Ele teve a ideia de investir em figurinhas para trocar e vender com os clientes do Armazém 44 e demais pessoas que gostam desse hobby.

Com o alto investimento necessário para fazer e completar o álbum deste ano, Cézar ficou um pouco preocupado do seu investimento não dar certo.

“É um investimento alto. No primeiro momento eu não tinha certeza se daria certo essa minha ideia da troca, mas hoje eu já recuperei o investimento.”

Conversamos um pouco com Cézar sobre o Clube da Troca, e a primeira pergunta que fizemos foi sobre o tempo em que já acontece o clube no bar.

2- Como tem sido as trocas aos domingos? O movimento aumentou?

3- Como funciona o clube da troca?

4- Você completou algum álbum desse ano? E em média, quanto uma pessoa gasta para completar um álbum?

As trocas de figurinhas acontecem aos domingos, no Armazém 44.

Endereço: Av. Engenheiro Carlos Goulart, 169, Buritis

Horário: 12:00 às 16:00

Este slideshow necessita de JavaScript.