Por Mia Rodrigues (texto) , Jorge Pereira e Maykel Douglas (fotos)

O novo espaço do UniBH, inaugurado no sábado, traz, na sua essência, a proposta de estreitar as relações com a comunidade ao redor do Campus e também com toda a cidade. A edição de abertura, contou com um gostinho especial, em razão de a instituição estar comemorado os seus 54 anos de história.

A segunda etapa, e a mais aguardada da programação, trouxe muita musicalidade para o público. O evento apresentou o Trio Amaranto e suas vozes afinadíssimas cantando MPB com toda a sua particularidade.

Também presente estava o Grupo Teresa, representando a diversidade feminina, o samba de raiz no jeitinho mineiro. Para a noite, o cantor Criolo, que dispensa apresentação.

O Trio Amaranto destacou o prazer em tocar no contexto do evento, representado pelo público jovem em conexão com um espaço de conhecimento aberto ao diálogo.

Trio Amaranto - Foto Maykel Douglas

Trio Amaranto – Foto Maykel Douglas

Grupo Teresa animou o público com sua energia, representatividade e alegria, com muitos clássicos do samba e  canções autorais. Exaltou a felicidade de ver o espaço aberto com a responsabilidade de levar muito saber e reflexão para a comunidade.

Grupo Teresa se apresentando - Foto Maykel Douglas

Grupo Teresa se apresentando – Foto Maykel Douglas

O projeto Campus Aberto promoveu esta interação entre a comunidade, alunos e ex-alunos, como a Lygia Soares (24), que afirmou ser esta uma forma interessante de ter, novamente, contato com a faculdade, e principalmente, por aproveitar um espaço que não era muito utilizado no campus, promovendo a possibilidade dos ex-discentes voltarem, tanto para matar a saudade quanto para estar mais uma vez no ambiente acadêmico. Já a aluna Mariana Silva (21) destacou como a iniciativa de integração da faculdade é  positiva e que poucas universidades possuem esta proposta cultural e social com a comunidade.

O primeiro, de muitos eventos como este, foi encerrado pelo cantor Criolo, que subiu ao palco com muita energia, com um repertório no formato clássico de rap (DJ+MC), cheio de letras expressivas e com um caráter de reflexão para o público que estava entusiasmado e vibrante. Deixando muitas palavras de ponderação sobre a importância da busca pelo saber e valorização da educação.

Criolo, a atração principal - Foto Maykel Douglas

Criolo, a atração principal – Foto Maykel Douglas

 

Público vibrante na apresentação do Criolo - Foto Maykel Douglas

Público vibrante na apresentação do Criolo – Foto Maykel Douglas

Cinthia Tamara, diretora do Campus Buritis, ressaltou o momento especial para o UniBH:

“Uma instituição que nasceu da base, fundada por cursos da base da educação, e que tem como missão promover eventos que gerem reflexão… que promova, de fato, esse pensamento crítico, não somente aos alunos, mas também abrindo esse espaço para que a cidade de Belo Horizonte possa usufruir dessas oportunidades. E fazer o papel da universidade, que de fato é esse: promover o conhecimento e levar a pessoas a fazer reflexão.”

Este foi o primeiro de muitos momentos que irão ocorrer no novo espaço, portanto a comunidade pode aguardar. A programação pode ser conferida no site do UniBH.

Confira fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.