Por: André Zorzin

 

Começaram a valer, nesta terça-feira (26), as novas regras para o uso de aplicativos de estacionamento rotativo digital em Belo Horizonte. Com o aplicativo no celular, o motorista pode comprar créditos para usar as vagas de estacionamento em toda a cidade, inclusive Buritis.

Desde o dia 6 de junho, as cobranças para estacionamento em áreas restritas e as fiscalizações estavam suspensas, por falta dos talões de faixa azul.

As mudanças nos sistemas de rotativo são observadas com cautela pelos moradores. Alessandra Leitão acha necessário aumentar a fiscalização sobre a atuação dos flanelinhas, para que não precisem pagar em dobro pelo estacionamento.

O presidente da Associação Bairro Buritis, Bráulio Lara, considera que o uso do rotativo não visa apenas a arrecadação. Ele defende o uso simultâneo do talão e do digital, para facilitar a vida dos motoristas.

Já o conselheiro da Associação Bairro Buritis, Paulo Gomide, acha um desserviço a ausência dos cartões de estacionamento.

“O que dificultou muito, foi conseguir o bloco (talão), que a gente procura e às vezes não acha. Mas acho que a suspensão dele, vai ser um desserviço para a coletividade.”

O proprietário da loja Suplementos Buritis, localizada na Av. Mário Werneck, acha o rotativo positivo para o comércio, mas não para moradores.

Faltam talões no bairro

Embora ainda tenham validade, no Buritis, os talões de faixa azul continuam em falta. As três bancas de revista nas proximidades da região comercial e do Shopping Paragem, além da casa lotérica próxima ao supermercado EPA, estão sem o talão de rotativo. Proprietários das bancas, e funcionária da lotérica disseram que o prazo pedido pela BHTrans é de 10 dias, para fazer a entrega dos talões, mas que ainda não houve resposta do órgão público.

Conheça o Rotativo Digital