Por Ney Felipe

 

Para oferecer diversão às crianças no Carnaval, o Coleguium, traz o “Bloquinho do Gui”, mascote do colégio, nas ruas do bairro Buritis. O evento acontece no dia 10 de fevereiro (sábado), durante a realização do “Carnavalzinho”, no Espaço Buritis (av. Mario Werneck, 1550), das 11h às 13h, os pequenos poderão aproveitar o trenzinho e realizar pintura facial para a folia. A atração é gratuita e faz parte do projeto Festival da Criança Orquestrando e Circuito de Parques, que promovem uma série de encontros em BH com diversas atividades para as crianças.

Outros blocos também sairão as ruas do buritis neste final de semana. Os blocos que movimentarão este fim de semana são: Bloco do Oca e Inimigos do Fim, já na terça-feira, os Baianeiros ganham as ruas. Os moradores do Buritis, poderão tirar a fantasia do armário e cair na folia, sem ter que ir para longe de casa.

 Bhetania Custosa e Rebentão

O bloco Bhetania Custosa se uniu ao bloco Rebentão no último final de semana (3 e 4), na praça da Amizade no bairro Betânia. O evento contou com várias atrações e nem mesmo a chuva diminuiu o ânimo dos foliões. No primeiro dia, o bloco Bhetania Custosa fez sua dispersão na praça, se juntando ao Rebentão. O bloco agitou a galera com seu trio elétrico comandado pelo DJ Alex Santana.

Segundo seu presidente André Manfrinni, houve muita dificuldade para  colocar o bloco na rua este ano.

“Levar o bloco para rua este ano seria impossível se nós não tivéssemos a ajuda de parceiros que acreditam em nosso trabalho, nosso bloco é de periferia, desfilamos em nosso bairro e se Deus quiser vamos continuar assim, gostaria de agradecer imensamente aos nossos parceiros deste ano.” Contou André Manfrinni.

André Luiz do Carmo, um dos organizadores do evento (Foto: Acervo Pessoal)

Outro responsável direto pelo bloco, André Luiz do Carmo, 38, traz números e um pouco da história do bloco, fundado no ano de 2016.

O bloco batizou seu nome de Rebentão em 2016, porque seu criador e presidente, André Manfrinni, e seus componentes são muito fãs da banda Cheiro de Amor, que gravou uma música de muito sucesso, anos atrás, chamada Rebentão. Em 2017, o grupo levou cerca de dez mil pessoas às ruas da zona oeste de Belo Horizonte.

 

O bloco foi criado por causa da necessidade tínhamos de ter uma atração carnavalesca na região Oeste da cidade.

“Detectamos que se população da região quisesse curtir o carnaval, tinha que se deslocar ou para região Sul, leste ou central da BH. Vendo isso nos unimos com a população e criamos o bloco Rebentão no dia primeiro de outubro de 2016 com o intuito de preencher esta lacuna que detectamos em nossa comunidade. Recebemos um vídeo da banda Cheiro de Amor agradecendo a homenagem e nos desejando boa sorte, foi uma surpresa muito boa e gratificante para nós. Esperamos, quem sabe, um dia, realizar o sonho de trazer a banda Cheiro de Amor para desfilar em nosso trio no carnaval de Belo Horizonte”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

André Manfrinni cita o apoio da Belotur, da BHTrans e da Policia Militar, que contribuíram para a organização do bloco e seu andamento este ano. Para o próximo ano, o bloco pretende mudar de lugar. Os organizadores querem ampliar ainda mais o evento e trazer novidades para os foliões.