Por Francyne Perácio

Após mais de 100 dias secos, voltou a chover em Belo Horizonte. E o período traz instabilidade.  Na última segunda-feira, 2 de outubro, segundo a Defesa Civil, cerca de 50 árvores caíram na capital. Uma delas atingiu um táxi parado e levou a óbito o motorista.

De acordo com o meteorologista Claudemir Félix, do Tempo Clima, PUC-Minas, foram registrados 56mm de chuva.  Além disso, está prevista precipitação de 123mm no mês de outubro, seguida de rajadas de vento.

Pode chover durante os próximos oito dias, com breve intervalo.  Perto do dia 17 deste mês, a chuva deve retornar, diz Claudemir.

Conforme informações do diretor de articulação institucional da Defesa Civil de BH, Roger Victor, além das quedas de árvores, foram notificados destelhamentos na Pedreira Padro Lopes e ocorrências de granizo nos bairros Padre Eustáquio, Santa Efigênia, Mangabeiras e Caiçara.

Queda de árvore sobre táxi na região do Barro Preto. Crédito: Reprodução Whatsapp

Queda de árvore sobre táxi na região do Barro Preto. Crédito: Reprodução Whatsapp

Uma das consequências dos grandes volumes de chuva são as enchentes e os deslizamentos. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) elaborou algumas medidas de prevenção contra acidentes decorrentes dos alagamentos.

Cerca de 975 placas em todas as regiões da cidade identificam os pontos inundáveis. Os locais são definidos a partir da carta de inundação da PBH.

Na região oeste, existem 251 avisos. Segundo informações da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, eles estão distribuídos nas imediações da Av.Tereza Cristina, Cercadinho, no bairro Havaí, Av. Governador Benedito Valadares e em alguns córregos.

Buritis e Região

Grande parcela do bairro Buritis possui declividade alta. Os valores variam desde 25 a 89 graus.

O mapa de risco geológico produzido pela Prodabel aponta que na maior parte do bairro o risco de deslizamento é elevado. No entanto, não existem alertas de pontos inundáveis nesta região.

Mapa de Declividade do Buritis. Fonte: Prodabel

Mapa de Declividade do Buritis. Fonte: Prodabel

Mapa de Risco Geológico no Buritis. Fonte: Prodabel.

Mapa de Risco Geológico no Buritis. Fonte: Prodabel.

Além disso, de acordo com Roger Victor, não há nenhum registro de ocorrências, neste ano, para o Buritis. Contudo, faz um alerta:

“As pessoas precisam criar o hábito, a cultura da prevenção e percepção de risco. Qualquer tipo de terreno sem a manutenção adequada é passível de problema”.

Ouça no áudio abaixo dicas do diretor de articulação institucional da Defesa Civil sobre como prevenir enchentes e deslizamentos

 

Caso exista alguma situação de risco, trincas ou fendas nas paredes e muros ou surgimento de minas d´água entre em contato com a defesa civil no número 199, o atendimento é de 24 horas.

GOSTOU DA INFORMAÇÃO? NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR As NOSSAs FANPAGEs E FICAR ATUALIZADO SOBRE AS NOTÍCIAS DO BAIRRO BURITIS.

JORNAL DAQUI BH NO FACEBOOK

WEBRÁDIO COMUNICATIVA